facebook
...

OMO faz ativismo LGBT e causa revolta

306

OMO, uma das marcas mais famosas do mercado brasileiro, ontem entrou numa furada: resolveu fazer ativismo LGBT infantil no YouTube e como resultado foi massacrada (com justiça) pela opinião pública.

O vídeo que a marca que fabrica o famoso sabão OMO soltou (clique aqui para conferir) alcançou até as 22h30 de ontem a marca record de 105 mil negativações.

OMO rejeiçãoEste tipo de estratégia de marketing apela para o politicamente correto, ainda tenta dar lições de moral nos expectadores. A população está farta disso, ninguém aguenta mais este comportamento arrogante, com ar de superior, e que ainda coloca-se como “educador da humanidade”. Foi isso que a marca OMO fez.

Há pouco tempo atrás um senhor fez uma denúncia contra a Coca-Cola afirmando ter encontrado um rato no refrigerante, segundo as notícias a marca levou no mínimo 5 meses para recuperar sua imagem.

Mais recentemente houve o caso do Santander fazendo o mesmo tipo de ativismo que resultou numa tremenda campanha virtual e real para o cancelamento das contas no banco.

Por último, o caso do MAM (Museu de Arte Moderna). Este colocou na exposição um homem nu e crianças foram induzidas a tocá-lo. O caso resultou num tremendo escândalo. Um inquérito no MPF com 9 laudas, sobrou até para o Google e Facebook.

O ativismo de esquerda custará caro para OMO

De qualquer maneira, esse tipo de trapalhada em marketing acaba custando caro para as marcas. Com certeza causa um afastamento do público dos seus produtos. Isso prejudica o consumo: não pode resultar em lucro. Não pode ser uma boa estratégia.

O que será que se passa na cabeça de um publicitário? Por que resolve despertar este tipo de polêmica? Ainda mais envolvendo uma marca famosa? Desejo de queimar a marca? Acabar com sua reputação? Deixar o público enfurecido? Criar a sensação nas pessoas de que a marca é contra o próprio consumidor final?

A única conclusão é que tal estratégia só pode ser representada por um adjetivo: burrice.

1 comentário
  1. Ferananda Zacht Diz

    Engraçado né A unilever dona da marca OMO fica dando palpite de como educar os nossos filhos. E deve mais de 1 Bilhão de Reais aos cofres públicos. Dinheiro que falta para atender tantas necessidades está no bolso deles. #OmoLixo pague a dívida primeiro pra depois dar uma de sabidão pra cima do brasileiro. Não sabem administrar a empresa mas quer dar palpite na educação dos filhos dos outros. Lava a boca com sabão antes de falar dos nossos filhos. De preferência lava com ypê ou Ariel. http://www.gazetadopovo.com.br/vida-publica/lista-dos-500-que-mais-devem-para-o-governo-federal-tem-megaindustrias-5y8hquogbxcuvo3mbekg9tae9

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: